Posicionamento da Coalizão Brasileira pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes

Posicionamento da Coalizão Brasileira pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes

Veja nota com o posicionamento da Coalizão Brasileira sobre a necessidade de que o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes seja priorizado, inclusive do ponto de vista orçamentário.  A violência sexual contra crianças e adolescentes produz uma série de consequências trágicas, como a gestação precoce. De acordo com estudo do Comitê Latino-Americano e o Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher (Cladem), meninas de 14 anos ou menos sofrem mais complicações na gestação e no parto, estando mais sujeitas a riscos como pré-eclâmpsia, eclâmpsia, ruptura de membranas, parto prematuro e diabetes gestacional, tendo quatro vezes mais chance de morrer do que mulheres de 20 a 30 anos.

Entre tantos cenários de violência em que crianças e adolescentes são expostos, é exigido a formulação e implementação de políticas públicas integradas e multissetoriais por parte de todos os níveis de governo. A implementação das políticas, por sua vez, requer que lhes sejam destinadas recursos financeiros de forma sustentada. A conjuntura atual é desolador. Levantamento recente do Instituto de Estudos Socioeconômicos (INESC) apontou a drástica redução de recursos públicos destinados ao enfrentamento da violência sexual de crianças e adolescentes nos últimos anos, rubrica que simplesmente desapareceu do plano orçamentário em 2019.   

 Ante esse cenário, é urgente que a União reveja e reformule o orçamento destinado às políticas de prevenção e enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. Não se faz boa política sem recursos e os dados indicam com clareza que esse é um problema cuja superação ainda demanda grande investimento. 

Fazem parte da  Coalizão Brasileira mais de 30 entidades, entre elas Instituto da Infância – IFAN ,  Aldeias Infantis SOS Brasil, ANDI – Comunicação e Direitos,  Rede Nacional da Primeira Infância (RNPI), entre outras. 

Veja o posicionamento aqui

 

 

Av. Santos Dumont, 1789, Sala 607 – Aldeota, CEP 60150-160, Fortaleza – Ceará – Brasil

   ifanadm@ifan.com.br

    +55 (85) 3268-3979

   +55 (85) 3268-3979